Em janeiro a Google anunciou que o Google Glass não seria mais vendido, notícia que pegou à todos de surpresa, porém o produto não foi retirado simplesmente do mercado, pois não deu certo, mas sim fará um retorno triunfal.

O Google Glass é uma plataforma grande e muito fundamental para o Google”, diz Schmidt executivo da empresa, ao Wall Street Journal, em entrevista nesta segunda, a ideia é parar de vender a versão inicial dos óculos e assim torná-lo pronto para os usuários

A fala de Schmidt visa atenuar alguns boatos de que os óculos possuíam falhas e não permitiam aos usuários realizar tarefas básicas. Em janeiro a Google anunciou que deixaria de vender o Google Glass Explorer Edition, e mudou o produto para seu laboratório secreto Google X, o mesmo está sob a supervisão de Tony Fadell. A empresa disse que aprendeu bastante com esta versão mas que agora está trabalhando em melhorias.

Os boatos que o Google Glass, acabará vem da preocupação de que ele não estaria pronto, a tecnologia funcionou bem, porém existem algumas críticas relacionadas à segurança e privacidade.

Mas mesmo assim o futuro parece ser promissor, e Schmidt acredita firmemente nisso. Segundo a empresa de pesquisa IDC, as vendas de portáteis, incluindo smartwatches vão chegar a 100 milhões em 2018.

Basta agora esperar e ver quais novidades a Google trará ao público sobre seus famosos óculos inteligentes.

Fonte:Cnet, Google

Leia Também:   Galaxy S6 Edge é o smartphone com melhor câmera, segundo estudo