Microsoft volta atrás e Windows 10 não será gratuito para cópias piratas do Windows. Foi informado há um tempo atrás que a Microsoft liberaria gratuitamente o Windows 10 para computadores com Windows pirata, a informação foi desmentida pela empresa. Pessoas com cópias piratas terão que pagar pela atualização do sistema, isso seria o certo, mas a informação que foi divulgada deixou todos confusos e muitos felizes.

A confusão foi gerado devido a Microsoft ter dito que atualizaria gratuitamente todos os computadores com Windows 7 e 8.1. Em março, em um comunicado o chefe do Windows Terry Myerson, teria dito que a oferta seria também para as versões piratas, após isso, a Microsoft rapidamente começou a emitir esclarecimentos vagos, que aparentavam confirmar que a atualização seria sem custos, mas que computadores piratas teriam que pagar. Agora está bem claro que computadores piratas terão que pagar pela nova versão do Windows.

A Microsoft está planejando ofertas especiais para quem tem Windows Piratas, com preços mais atraentes, que permitirá que pessoas que possuam Windows pirata possam ter o Windows 10 oficial, não existem ainda muitos detalhes, precisamos esperar o lançamento oficial, onde todas essas informações serão esclarecidas.

A Microsoft possui razões para dar uma atenção aos piratas, pois são clientes importantes que caso não pudessem utilizar o software, teriam que migrar para outras plataformas, querendo ou não, a hegemonia da empresa continua em computadores pessoais e existem pessoas que não sabem que seu computador está pirata.

A Microsoft exibirá uma marca d’água no desktop, informando para a pessoa que ela possui uma versão pirata, mas não deve restringir funcionalidades no sistema. Em outras situações a Microsoft disponibilizou atualizações para cópias piratas do sistema.

Leia Também:   O que fazer quando sua compra pela internet não chegar no prazo

Fonte: The Verge.

 

 

 

Microsoft volta atrás e Windows 10 não será gratuito para cópias piratas do Windows
Vote neste Artigo