Um firewall é um dispositivo de segurança, veremos exatamente o que faz e em que baseia seu funcionamento.

Um firewall é um dispositivo que funciona como corta-fogos entre redes, permitindo ou denegando as transmissões de uma rede a outra. Um uso típico é situá-lo entre uma rede local e a rede Internet, como dispositivo de segurança para evitar que os intrusos possam acessar à informação confidencial.

Um firewal é simplesmente um filtro que controla todas as comunicações que passam de uma rede a outra e em função do que sejam permite ou denega seu passo.  Para permitir ou denegar uma comunicação o firewal examina o tipo de serviço ao que corresponde, como podem ser o web, o correio ou o IRC.

Dependendo do serviço o firewall decide se o permite ou não. Ademais, o firewall examina se a comunicação está entrando ou saindo e dependendo da sua direção pode permití-la ou não. Deste modo, um firewall pode permitir de uma rede local para a Internet serviços de web, correio e ftp, mas não a IRC que pode ser desnecessário para nosso trabalho. Também podemos configurar os acessos que se fazem desde a Internet para a rede local e podemos denega-los todos ou permitir alguns serviços como o da web, (se é que possuímos um servidor web e queremos que seja acessível pela Internet).

Dependendo do firewall que tenhamos também poderemos permitir alguns acessos à rede local desde a Internet se o usuário tiver se autenticado como usuário da rede local.

 Um firewall pode ser um dispositivo software ou hardware, ou seja, um aparelhinho que se conecta entre a rede e o cabo da conexão à Internet, ou então um programa que se instala na máquina que tem o modem que conecta com Internet. Inclusive podemos encontrar computadores muito potentes e com softwares específicos que o único que fazem é monitorizar as comunicações entre redes.

Leia Também:   Como compartilhar uma impressora em uma rede local
Por Miguel Angel Alvarez – Tradução de JML

Próximo: O que é a programação orientada a objetos?